Na Antonio do Valle você tem a opção de alugar com e sem fiadores, sem burocracia.  Além das modalidades do fiador, temos as garantias como Caução*, Seguro Fiança (Porto Seguro) e com cartão de crédito (CredPago).


1ª – Fiadores: 


É necessário à apresentação de 2 fiadores que comprovem renda superior a 3x o valor do aluguel; um sendo proprietário de imóvel.

Será necessário o preenchimento da ficha cadastral seguida da documentação solicitada na própria ficha.

*Qualquer outra possibilidade de fiadores, será analisada.


2ª – Caução*:


  • Título de Capitalização:


É feito com a seguradora SulAmérica; é uma aplicação de 6x o valor do aluguel. Este valor deverá ser pago à vista, através de boleto bancário, diretamente para a seguradora, e ficará caucionado em favor do locador/imobiliária. Ao final do contrato de locação, o valor caucionado será devolvido integralmente, corrigido pela TR, caso não haja débitos administrativos.

Benefícios da SulAmérica:

  • Dispensa Análise de crédito;
  • A aplicação se renova automaticamente, não tendo a necessidade de recontratação anual;
  • Assistência residencial 24h – desconto na rede conveniada e serviços emergenciais gratuitos (Consultar serviços);
  • Sorteios mensais – o locatário concorre ao valor total do título em dois sorteios mensais.


                                                                                                                          Saiba mais clicando na LOGO abaixo:


  • Bens Móveis ou imóveis:


A caução em bens móveis (carro, moto e etc) deverá ser registrada em cartório de títulos e documentos.

O que fazer?

O locatário terá que colocar o bem como financiado, em nome do proprietário, do imóvel de interesse de aluguel, ou no nome da imobiliária.

Terá que comparecer ao DETRAN para cumprir todas as tramitações e pagar a taxa determinada pelo órgão.

A caução de bens imóveis (casa, apartamento, flat, sala e etc) deverá ser registrado em cartório de títulos ou imóveis e averbada na respectiva matrícula, para o nome do proprietário do imóvel, que está em negociação para locação, ou no nome da imobiliária.

Terá que comparecer ao cartório para cumprir todas as tramitações e pagar as taxas determinadas pelo cartório.

Os bens não podem estar extraviados!


3ª – Seguro Fiança (Porto Seguro): 


O contrato de locação com a modalidade seguro fiança é celebrado por um ano (12 meses), mediante pagamento de um prêmio que é em média de 2 a 3 aluguéis sobre o valor bruto. O valor será definido pela Porto Seguro, após análise cadastral, e poderá ser renovado a cada final de vigência de contrato.

O determinante para a aprovação do Seguro Fiança é a comprovação de renda e a ausência de restrições cadastrais junto aos órgãos de proteção ao crédito.

O valor não é reembolsável.

                                                                                                                          Saiba mais clicando na LOGO abaixo:


4ª – Cartão de Crédito (CredPago): 


É a modalidade para locação de imóveis residenciais e comerciais onde o inquilino pode locar sem burocracia, sem necessidade de um fiador, sem comprovação de renda e utilizando o cartão de crédito. Em até 1 hora você já terá o retorno sobre o cadastro. Esse produto permite fiança locatícia nas modalidades residencial, comercial e universitário.

· É necessário comprovar limite disponível no cartão de crédito de no mínimo 4x o valor do aluguel + encargos;

· Será cobrado a taxa de serviço de 10%, em cima do valor do aluguel  + encargos, que poderá ser dividido em até 12 x, no cartão de crédito, ou pago à vista;

. Será cobrado a taxa de Setup,  R$120,00, que poderá ser dividida em até 3 x (Valor não reembolsável).


                                                                                                                        Saiba mais clicando na LOGO abaixo:


5ª – Carta de fiança: 


A carta de fiança é um contrato de fiança em que o banco (instituição bancária) passa a se figurar como fiador em um determinado contrato. O pagamento, em caso de inadimplemento, é feito diretamente pelo banco, que se sub-roga nos direitos do locador e cobra do locatário o valor desembolsado para quitar o débito junto ao locador.

O locatário será responsável pela contratação junto ao seu banco.